Festival de Cinema de Gramado: confira a lista dos indicados

Já são conhecidos os filmes que vão concorrer ao Kikito, o troféu do Festival de Cinema de Gramado. O evento este ano chega a sua 45ª edição e vai apresentar os contrastes de um cinema brasileiro e latino-americano em constante renovação, unindo tradição e contemporaneidade.

O filme que será exibido na cerimônia de abertura, no dia 18 de agosto, será “João, o Maestro”, do diretor Mauro Lima, conforme divulgado pela organização. A produção conta a história do pianista brasileiro João Carlos Martins, interpretado por Alexandre Nero.

JOAO-O-MAESTRO-04

Cena do filme “João, o Maestro”, do diretor Mauro Lima, que será exibido na cerimônia de abertura do Festival de Cinema de Gramado.

Já o Troféu  Oscarito, dedicado a grandes atores do cinema brasileiro, será entregue à atriz Dira Paes. Ela conquistou o Kikito duas vezes: em 2003, como melhor atriz coadjuvante, pelo longa “Noite de São João”, e em 2011, como melhor atriz, pelo curta “Ribeirinhos do Asfalto”.

DIRA-PAES

A atriz Dira Paes receberá o Troféu Oscarito, dedicado a grandes atores do cinema brasileiro.

 

Outra homenagem será feita ao ator Antônio Pitanga, que vai receber o Troféu Cidade de Gramado. O artista, presença constante no Festival como concorrente, jurado e convidado, o prêmio vem para coroar a intensa relação de Pitanga com a cidade.

ANTONIO-PITANGA-

O ator Antônio Pitanga receberá o Troféu Cidade de Gramado durante o festival.

 

Confira abaixo a lista dos filmes concorrentes do 45º Festival de Gramado

LONGAS-METRAGENS BRASILEIROS

  • “A Fera na Selva” (RJ), de Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel
  • “As Duas Irenes” (SP/GO), de Fábio Meira
  • “Bio” (RS), de Carlos Gerbase
  • “Como Nossos Pais” (SP), de Laís Bodanzky
  • “O Matador” (PE), de Marcelo Galvão
  • “Não Devore Meu Coração!” (RJ), de Felipe Bragança
  • “Pela Janela” (Brasil/Argentina), de Caroline Leone

LONGAS-METRAGENS ESTRANGEIROS

  • “Los Niños” (Chile/Colômbia/Holanda/França), de Maite Alberdi
  • “Pinamar” (Argentina), de Federico Godfrid
  • “El Sereno” (Uruguai), de Oscar Estévez & Joaquín Mauad
  • “Sinfonía para Ana” (Argentina), de Virna Molina e Ernesto Ardito
  • “El Sonido de las Cosas” (Costa Rica), de Ariel Escalante
  • “La Ultima Tarde” (Peru), de Joel Calero
  • “X500” (Colômbia/Canadá/México), de Juan Andrés Arango

CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS

  • “#feique” (RJ), de Alexandre Mandarino
  • “A Gis” (SP), de Thiago Carvalhaes
  • “Cabelo Bom” (RJ), de Swahili Vidal
  • “Caminho dos Gigantes” (SP), de Alois Di Leo
  • “Mãe dos Monstros” (RS), de Julia Zanin de Paula
  • “Médico de Monstro” (SP), de Gustavo Teixeira
  • “O Espírito do Bosque” (SP), de Carla Saavedra Brychcy
  • “O Quebra-cabeça de Sara” (RJ), de Allan Ribeiro
  • “O Violeiro Fantasma” (GO), de Wesley Rodrigues
  • “Objeto/Sujeito” (SP), de Bruno Autran
  • “Postergados” (SP), de Carolina Markowicz
  • “Sal” (SP), de Diego Freitas
  • “Tailor” (RJ), de Calí dos Anjos
  • “Telentrega” (RS), de Roberto Burd

CURTAS-METRAGENS GAÚCHOS

  • “10 Segundos” (Canoas), de Thiago Massimino
  • “1947” (Porto Alegre), de Giordano Gio
  • “Através de Ti” (Santa Cruz do Sul), de Diego Tafarel
  • “Bicha Camelô” (Pelotas), de Wagner Previtali
  • “Cores de Bissau” (Porto Alegre), de Maurício Canterle
  • “Gestos” (Porto Alegre), de Alberto Goldim e Júlia Cazarré
  • “Kátharsis” (Caxias do Sul), de Mirela Kruel
  • “Luna 13” (Porto Alegre), de Filipe Barros
  • “Mãe dos Monstros” (Porto Alegre), de Julia Zanin de Paula
  • “Secundas” (Porto Alegre), de Cacá Nazario
  • “Sena, Os Fios em Prosa” (Porto Alegre), de Marcelo da Rosa Costa e Cacá Sena
  • “Sob Águas Claras e Inocentes” (Porto Alegre)”, de Emiliano Cunha
  • “Solito” (Porto Alegre), de Eduardo Reis
  • “Telentrega” (Porto Alegre), de Roberto Burd